Revista Sinuosa

Arquivo da categoria: Poesia

Sobre poetas que migram: Rumen Stoyanov

A figura literária do imigrante ou do exilado é uma constante em várias partes do mundo, e praticamente sempre constitui interessante objeto de análise. São figuras que carregam qualquer coisa … Continuar lendo

26 de abril de 2013 · 1 comentário

Flores para Hitler

Leonard Norman Cohen é famoso. Mundialmente famoso, eu diria. Por conta de sua música – transitando entre o rock, o pop e o folk, indo de uma lírica sublime até … Continuar lendo

24 de abril de 2013 · Deixe um comentário

Djurgården, vista para Södermalm

Mais um poeminha autoral, desta vez do ano de 2012. Esqueçamos o pôr-do-sol deitados no escuro nus sobre a grama úmida nu como o pôr-do-sol da meia-noite sobre a textura … Continuar lendo

3 de abril de 2013 · Deixe um comentário

Cabeça de Homem sobre Tinta Verde

Cabeça de Homem sobre Tinta Verde Para “O Camponês”, de Cezanne) Contemplo a tela fracionada sombras resgatam a textura aquarelada de um rosto. As sombras inclinam-se para a luz, preservam a … Continuar lendo

31 de março de 2013 · Deixe um comentário

Voyage

Autoria: verbete de dicionário cujo valor é associado a um outro, ainda mais assustador: responsabilidade. Talvez eu não goste, talvez eu até mesmo não entenda. Por isso é raro eu … Continuar lendo

12 de janeiro de 2013 · Deixe um comentário

viagens longas demais, poema de pierre reverdy

Em função de nosso evento de preparação para publicação da Revista Sinuosa, apresento aqui um texto traduzido de Pierre Reverdy (1889-1960), poeta francês cuja obra era semelhante à estética surrealista. … Continuar lendo

11 de janeiro de 2013 · Deixe um comentário

Yona Wallach: sexo e filactérios na Terra Santa

Yona Wallach nasceu em Tel Aviv, em 1944. Ainda antes do Estado de Israel exisitr, enquanto aquela área era o Mandado Britânico da Palestina. Nessa Tel Aviv que, em sua … Continuar lendo

10 de dezembro de 2012 · Deixe um comentário

A poesia judaica de Paul Celan

Paul Antschel, mais conhecido como Paul Celan, foi um dos mais importantes poetas de língua alemã do século XX. Suas origens, no entanto, situam-se distantes do que hoje é a … Continuar lendo

5 de dezembro de 2012 · Deixe um comentário

Por traduções dissidentes

Não consigo lembrar de nenhum prosador brasileiro, vivo e na ativa, de cuja obra eu realmente goste. Parece-me que falta algo, que todos ainda perseguem uma noção de literatura que … Continuar lendo

23 de outubro de 2012 · 3 Comentários

Paranoia e Mágoa: a poesia de Nelly Sachs

Nelly Sachs (1891 – 1970) foi uma poeta judia-alemã, sobrevivente da Shoah. A peculiaridade de sua condição, porém é que ela escapou antes que qualquer coisa lhe acontecesse: em 1940, … Continuar lendo

5 de agosto de 2012 · Deixe um comentário